Crianças

A importância do brincar.

Nas sociedades ocidentais atuais, sempre que se pensa na criança e nos seus cuidados, faz- se referência ao brincar. 

Temos uma visão social que o brincar é uma atividade inata , inerente à criança, mas foi só com o romantismo que a brincadeira ganhou esse valor  e se tornou um comportamento esperado das crianças.

O brincar passou por diversas concepções na história da filosofia, da pedagogia e das demais áreas das ciências e das artes. Mas algo inegável é a importância das brincadeiras, pois é através delas que as crianças interpretam e assimilam o mundo . Brincando as crianças abrem múltiplas janelas de interpretação , compreensão e ação sobre a realidade.

As crianças dessa geração, os babynautas, têm uma facilidade em manusear o celular e deixam as brincadeiras com exercícios físicos de lado. 

Devemos incentivar brincadeiras que estão caindo no esquecimento, e uma boa forma é montar um espaço dentro de casa. 

Se na sua casa tem um espaço que pode ser usado exclusivamente como brinquedoteca, ótimo! Mas, do contrário, o quarto da criança é suficiente. O que importa é que seja um lugar confortável e divertido , onde ela possa aprender e desenvolver novas habilidades.

Temos algumas dicas de brinquedos que podem ser instalados dentro de casa:

  • LOUSA: Instale ou pinte uma lousa na parede do quarto. Uma das atividades preferidas das crianças é desenhar, uma lousa além de fomentar a imaginação, irá evitar paredes riscadas pela casa.
  • CABANA: Uma pequena cabana montada no quarto, incentiva a imaginação  e a individualidade da criança que se sentirá dona do espaço. 
  • AMARELINHA: Ela pode ser desenhada ou pintada no chão. Essa brincadeira atua no desenvolvimento das noções espaciais e auxilia diretamente na organização motora, sendo assim ótima para a inteligência corporal.
  • BALANÇO:  Dependendo do tamanho do quarto, o balanço é ótimo para as crianças treinarem o equilíbrio, porém, ele precisa ficar distante das paredes.

Atente para as questões de segurança. Os móveis do espaço precisam ter cantos arredondados, e se possível com tamanho acessível para as crianças, pois, assim elas conseguirão pegar os brinquedos sozinhas e organizar o quarto depois das brincadeiras.  

Enfim, precisamos internalizar que a infância não é apenas um investimento no futuro da criança, tampouco a realização dos sonhos materiais dos adultos. As crianças possuem singularidades e necessidades específicas, entre elas, a de brincar. 

Através de brincadeiras as crianças elaboram conflitos, frustrações e traumas. 

Mais importante que criar um ambiente é participar das brincadeiras. 

Brinque muito com seu filho e promova assim um crescimento feliz e saudável!

Para mais textos, acompanhe nosso blog!